4.11.11

A Pata Lógica

Bailarina clássica amadora mas persistente, minha vida nem sempre foi um lago de cisnes. Na realidade e não no palco,  entendi que isso deveria ser um problema de todos e não só meu, ao realizar que eu era uma pata lógica. A primeira vez que achei que era tempo de eu descobrir meus pat h os com h,  topei por acaso em um artigo do Google, onde um grande psicanalista afirmava:"  o ser humano é um psicopatológico, tropeça em seu caminhar naquilo que manipula com mais elegãncia: a palavra . Os patos lógicos dirigem-se em busca de palavras para o seu pathos".
Por isso deslizei há uns anos atrás em busca de um analista .
Na sala de espera                                               
                                                                    Shakexpire... Não trema como um patinho feio . Não entre no consultório a petits pas, como na coreografia de Marius Petita, O Lago Dos Cisnes. Não ouse tampouco agir como um mero Canard Dechainé. Consegue ser a ardilosa e mentirosa Odete, sósia negra do cisne branco Odile? Então entoe uma voz melodiosa como um canário,  evitando os temíveis decibéis de Margarida, a namorada do Pato Donald. Fundamental lembrar também que o Lago Dos Cisnes é um drama sem final feliz, e que Tchaikovsky caprichou  na sonoridade dos acentos profundos.
                                                                  Shakinspire... nada de ficar tolhida ou encolhida, a probabilidade é  de ser bem acolhida ,  a menos que o tema seja uma Comédia de Erros. Talvez esse medo transpire tão  sómente Muito Barulho Por Nada. Mesmo que encontrar um Petruchio  na outra sala, não vá representar a megera indomável Katharine, ok? Na pontinha dos dedos, pise no consultório com a patinha direita. Será mesmo inevitável, tanto repetir as lágrimas tristes de Odile, como as seduções de Odete. Porém uma regra final: atravessar o canal da Mancha com a classe de um cisne real é patinar suavemente em um logos infinito...

3 comments:

  1. Comecei a "ler vc", Eddy, pelo "fb", agora por aqui e aos pouquinhos chego ao(s) seu(s) livro(s), breve-breve. Assunto de interesse tal pra mim que chega até a ser lúdico, porque considero a Análise uma possível ponte de passagem e de desfrute da Vida, porque vc se vê em partilha e sintonia com um(a) Interlocutor(a) escolhido(a) e por isso mesmo, Especial. Estou começando a curtir sua “passagem” em gotas de sua fina essência, existência e vivência, lendo sua postagem de hoje. Isso, claro, me faz MELHOR.
    Final de semana, GOSTOSO.
    Bjs

    ReplyDelete
  2. Quanuas boas referências...

    ReplyDelete