21.10.15

Beauté Congo



                                             WATCH VIDEO Independence Cha Cha


Devido ao grande sucesso dessa mostra na Fondation Cartier de Paris, ela se estenderá até janeiro de 2016/  admirar pinturas (falsamente naives:) de Chéri Samba  e Moke ao som de rumba, é delicioso , não ? a rumba sempre fez parte da cultura do Congo e seus bares coloridos, desde 1948 com o hit Marie Louise/ os músicos Manu Dibango, Joseph Kasabele, Franco Luambo, e Tshamala levaram esse ritmo inebriante e eu quase que diria turbulento, para o resto do mundo, onde é muito admirado, especialmente na Colombia/ segundo um antropólogo,  a rumba poderia se delimitar com as palavras-fronteiriças : bolingo (amor:), motema (coração :) e libala (casamento:)/ influenciados pelo jazz e soul music americana, Papa Wemba e outros como Koffi Olomidé hoje popularizaram a rumba na Europa/ Bela a cultura da dança, quando conseguimos seguir os passos de suas raízes!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...