23.12.21

Blue Nights

"TIME PASSES, Could it be that I never believed it? Did I believe the blue nights could last forever?" .


Joan , nos anos sessenta


 A respeito desse livro, Blue Nights, e  talvez da nossa melhor escritora americana que perdemos hoje , Joan Didion, lembro que em algum lugar nesse ano, li um artigo sobre a experiência de quem lê e de quem escreve. Joan Didion é uma mulher que passou por lutos sucessivos, perdeu uma filha e seu marido.

Joan se vê invadida por várias vozes e sendo uma grande jornalista, aquela que domina suas fontes, ela se pergunta: quem dos meus leitores já passou por algo similar? Assim pede ajuda a seus amigos, no caso, os leitores. E o artigo termina assim: quem são seus verdadeiros amigos? os livros? as pessoas que dividem as suas mesmas emoções? 
Quando estamos tristes, aonde vamos? para o nosso amigo, o Livro. Um amigo estranho, mas solidário, especialmente na hora da dor. A maior parte da grande literatura se construiu sobre a miséria humana, conclui o artigo.
 Essas noites azuis, são essas, queridos amigos, que dividimos aqui, estou um pouco nostálgica hoje e reflexiva.  Trechos que Joan escreveu uma vez , em inglês, sobre o que usa quando viaja, e o que tem na bolsa: 

To Pack and Wear:
 2 skirts
2 jerseys or leotards
1 pullover sweater
2 pair shoes
stockings
bra
nightgown
robe
slippers
cigarettes
bourbon 


Bag with:
shampoo
toothbrush and paste
Basis soap
razor
deodorant
aspirin
prescriptions
Tampax
face cream
powder
baby oil 

 




                

                             THE JOY OF BOOKS

3 comments:

  1. Vc eu sei: é uma boa leitura.
    Percebo um certo 'à vontade' que me agrada muito; com que me indentifico, na verdade.

    Ando te elogiando muito...!
    Rsrsrs!!

    Abraços!

    ReplyDelete
  2. Divino ler este post. Te adoro amiga culta e estudiosa!

    ReplyDelete
  3. hoje, 23 de dezembro de 2021, perdemos Joan para o Parkinsons

    ReplyDelete