28.3.12

Rothko em sampa



esse quadro de Mark Rothko não é vermelho, mas laranja. Adoro ele, e fico super feliz em saber que Jorge Takla está dirigindo a peça Vermelho com Antonio Fagundes no papel do pintor Mark, dessa vez atuando com o seu filho, Bruno, super talentoso, e que faz o seu assistente na peça. Baseada em uma peça super premiada da Broadway,  Red. Vermelho fala de um período específico da carreira do pintor entre 1958 e 1959, onde ele está fazendo uma série de paineis para o Four Seasons em NY, e dialoga com seu assistente.

Les amis, tem tanto a ver, a peça estreando no Tomie Ohtake(que tem muito de Rothko:  Antonio Fagundes no auge de sua carreira com seu insensato coração desta vez careca, envelhecido, pintando o sete ! Antonio ficou bem bravo para a Bravo que estará nas bancas em abril, foi todo esborrifado com spray vermelho,                                                        

 Aproveito esse link para falar de um livro que será lançado essa semana sobre a psicologia das cores nas artes: A COR NA ARTE, de JOHN GAGE. Editora Martins Fontes.


                                                         
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...