31.5.18

Gothic Gucci




Em Arles, mais precisamente nos Alyscamps, Alessandro Michele acentuou de vez o toque double G : Great and Ghotic, na sua coleção Cruise 2019, em cenário lúgubre mas com cores felizes/ encerrando, perto da Fundação Luma de Arte, no jardim de Maja Hoffmann, Elton John cantou em seu piano celebrando o G, de Genial, do estilista visionário que continua em sua marcha rumo à G lória / A música de Monteverdi, o cenário dantesco, o high-low em seu melhor momento, a alcançada meta de conquistar um público cada vez maior de jovens chineses, o Moonlight Clan, mas também o europeu, o latino,  enfim o universal, carregando no barroco divertido , no corpo divino, no medieval bizarro /  Não há barreiras de idade ou sexo para usar capas luxuosas como mantos, parkas monogramadas, luvas com spikes, pijamas orientais e joggings com tênis detonados e óculos dramáticos/  e depois de ir à discotecas,  até as viúvas com meias rosas e bouquets de flores artificiais ousam visitar os maridos, carregando a mensagem que é preciso viver a vida, se interessar às coisas e as achar belas/ Dantesco, o Telegrama atual da moda: apostar no vintage, ou no vintaGGe ! Alessandro Michele, é um doce Van Gogh predestinado a fazer da marca uma das mais rentáveis da atualidade. A moldura parece dejá vu? mas a pintura é fresca , sem dúvida !











sem Dakota Johnson dessa vez ou excesso de celebridades na platéia, (Saoirse Ronan não tem o sex appeal de Dakota:), o superstar foi Kim Jon Gin , o Kai da banda Exo, sorridente com seu Gucci xadrez / Mais no meu instastory. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...