1.8.17

Diane, Jeanne, Sam



Subo esse meu post de 2014 porque nele falei por coincidência de dois atores que perdemos essa semana , Jeanne Moreau e Sam Shepard

Jeanne, absolutamente atual nessa foto de listras

  
A beleza muda conforme envelhecemos, mas a vida feliz é aquela que nos faz feliz sem a obsessão do espelho, diz o: Let's Just Say it Wasn't Pretty. Avessa à plásticas, Diane diz que o seu rosto identifica quem ela é por dentro, mostra sentimentos que ela pode colocar em palavras, e isso é um feito extraordinário, digno de Spinoza!   
  Para ela, ser linda começa com o ser verdadeira consigo mesma. Comenta com humor sobre peças extravagantes que usou durante anos, como os famosos chapéus, os sapatos de bico fino, as golas rulês e também fala de seus momentos amorosos com Warren Beatty, Jack Nicholson, Al Pacino, e Sam Shepard



  Eu já havia comentado o seu livro anterior  (Then Again), onde Diane havia dito que herdou um grande scrapbook de sua mãe, Dorothy Hall, e por isso pode colecionar memórias  preciosas de sua infância. Relembrou papéis inesquecíveis, como a neurótica Annie Hall e as impressões da primeira vez em que viu Woody, por quem se apaixonou. Esse primeiro livro falava do Alzheimer que acometeu e matou sua mãe , Dorothy. Diane querida atriz (que como Jeanne Moreau ou Meg Ryan adora chapéus masculinos:) tem um estilo masculinizado de usar roupa continuando a ser feminina.

                                             
Sam, em foto feliz com Jessica Lange com quem viveu muitos anos e teve filhos


3 comments:

  1. Heddy querida,
    Estou no celular mas acessei logo a sua página e já gostei do visual e dos chapéus spinozianos! Vou voltar para ler com calma. Vc é genial, sabia?
    Bjs

    ReplyDelete
  2. Sandra Yedid7/09/2012

    Oi He,
    Quero um desses pra mim... J´adoreeeeeeee....
    Bjssssssss
    San

    ReplyDelete