12.11.15

Grace



 Hoje Grace teria feito 86 anos/  a dica de meu blog? Como sempre,  um livro/ esse é sobre os ícones aristocráticos da moda, precisa dizer +? Nossa Grace na capa, tão bem escolhida/ Grace amava óculos de sol, cintura marcada, pérolas/ Seu vestido de casamento foi o mais belo de todos, tão clássico e fechado, só destaca a beleza única de seus traços aristocráticos/ quem pensou em Kate Middleton quando casou, acertou 








e agora temos Nicole Kidman como Grace, em versão que não agradou a família de Mônaco 





talvez a doçura dos olhos de Grace dificilmente poderá ser copiada/ seu estilo sim/ uma palavra francesa define esse estilo: Indemodable / não gostei do filme de Olivier Dahan com Nicole Kidman no papel, e nem dos outros atores/ o filme tem roteiro fraco e fica difícil  a concentração nos (belos:) figurinos já que Grace tinha um corpo bem diferente do de Nicole/ Mesmo assim, o mesmo diretor conseguiu milagres com Marion Cotillard, que foi uma excelente Piaf, nos levando às lágrimas/ aqui as lágrimas chegam misturadas com botox, as sobrancelhas e nariz não transmitem o formato das feições suaves de Grace, a mise en scène é forçada e artificial, realmente não pode ser o retrato fiel da realeza que flutua em nossos sonhos/ mesmo que o casamento ou a carreira de Grace fossem imperfeitos, há nela uma personalidade muito distante dessa que o filme propõe mas não objetiva a razão/ Se a razão for ser um blockbuster, pode ter sido acertada/ mas a expressão rígida e impostação glacial de Nicole contradizem o tom pastel do vestido verde, fazendo de Grace de Monaco parecer com um pastelão, um novelão, um embuste, um dramalhão/ não basta ser graciosa para ser Grace/ é preciso encarnar                  


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Featured Post

Dalida closet

Dalida, glamour pour toujours O Musée de Galliera de Paris inaugurou uma exposicão sobre as roupas que Dalida uso...