29.5.12

Pisando na casa cor



Se a Casa Cor fala de moda e tem que ser a sustentável, com certeza, me encantei com espaços fashion (e não consegui ver todos hoje:) como esse pop do Antonio Guerreiro e o de Jum Nakao, sensorial, zen:
Quem estiver a fim de simplicidade nesse ano 2012, pode ir. Não espere luxo, não há excessos, nem grandiosidades nessa Casa Cor (há crise no setor décor? nem sei, preciso fuçar:) mas detalhes de uma mostra mais alfinetada (gosto dessa palavra:) com nossa realidade...
Essa não é tanto uma vitrine de tecnologia , como nas anteriores, mas de um certo momento de paz, de orientalismo até!  Um momento mais íntimo meu, uma dica minha: olhem para baixo nessa Casa Cor, prestem atenção nos tapêtes, achei bem bonitos, geométricos, interessantes. Para mim, fica a impressão que o recado é : menos o ano dos lustres e mais o ano dos tapêtes! Ou seja, estamos longe de Versailles, 




e mais perto da terra! ( Essa é a escrivaninha da Costanza Pascolato , linda não?)                                        

                                              
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...